Dra. Renata Oliveira Fernandes - C.R.M. 79.532

Rua José de Almeida, 27 Nova Campinas | Campinas/SP | CEP 13092-400 | Fone (19) 3255-2717

logo sculpteur png.png

A orelha habitualmente não é alvo de elogios por ser, quando em proporções normais, bastante imperceptível.

Porém, algumas pessoas nascem com orelhas mal formadas.

A mal formação mais comum é a chamada orelha de abano, por apresentar sua borda lateral mais distanciada da cabeça, aparentando por isso ser maior. Nestas orelhas há também o apagamento da anti-hélice (dobra interna da orelha), conferindo à esta um aspecto mais aparente.

A otoplastia é a cirurgia que leva à correção destas alterações, visando a formar a anti-hélice e diminuir a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo.A idade ideal para a correção é a de 6 anos, quando a orelha já alcançou o tamanho adulto e a criança começa o período escolar.

 

 

Tipo de anestesia: local, local com sedação ou geral.

 

Tempo de internação: 2 a 6 horas.

 

Pós-operatório: deve-se evitar qualquer tipo de trauma às orelhas, inclusive dormir sobre ela por 3 semanas. Deve-se usar uma bandagem elástica que protege e mantém a orelha imobilizada junta à cabeça por 1 mês.

 

Resultado definitivo: há edema e equimose (inchaço e roxidão) que regridem em média em 30 dias mas o resultado definitivo leva em média 6 meses.